domingo, 23 de dezembro de 2007

É Natal?

Desde que Kissinger, um criminoso de guerra e assassino serial, recebeu o prêmio Nobel da Paz, já sabíamos o que esperar dos Estados Unidos: Bigstick.

Recentemente em entrevista com Míriam Leitão, um dos porta-latidos de Baby Bush ficou surpreso com a pergunta :

– E quando vocês saem de Guantánamo?

O capanga se engasgou e respondeu, tatibitate como seu lider:

– Quando Cuba for uma democracia.

A pergunta é:

Os Estados Unidos são uma democracia? A construção de prisões secretas para tortura em países de Europa que recebem “ajuda econômica”, a não-aceitação de acordos vitais para a sobrevivência do planeta, o truque aplicado para re-invadir o Iraque (que não possuía as apregoadas armas de destruição em massa), o escândalo das mentiras para invadir o Irã, a destruição, inclusive geográfica, do Afeganistão, tudo demonstra claramente que hoje o EUA da dinastia dos Buschetta não são democracia porra nenhuma. Agora, a Câmara dos Representantes ianque – em votação apertada: 222 contra 199 (existem, portanto, além da cópula do governo, 199 políticos pró-tortura) – aprovou lei contra essa prática hedionda, que varreu o Cone Sul sob o nazi-patrocínio de Kissinger. Mas Baby Bush, mostrando a cara e a bunda fascistóides já avisou que “vai vetar”. Quer dizer, os EUA, que se auto-nomearam os Robocops do mundo, continuarão torturando e matando impunemente em todos os lugares onde sentem seus lucros ameaçados. O Brasil, com essa história de combustível orgânico, é alvo fácil.

Detalhe: nenhum político americano tira uma foto ao lado de Baby Bush. Sabem o prejuízo que isso acarretará.


EXXX-PORTIVAS I

O Futebol, lá e cá, está lotado de Makelelês, Emersons e Gilbertos Silva, que ganham fortunas e exibem a mediocridade habitual. Emerson é banco, basta entrar pra dar aquela fechadinha Honório Gurgel que o advrsário faz gol. Há os Anelka (é isso?), Carew – são dezenas. Outra lástima é que, no futebol inglês, os chamados afro-descendestes, ao invés de se imporem pela propalada criatividade, batem de fraturar poste. Não por acaso o Obina recusou propostas do Manchester United, do Chelsea, e do Arsenal...

Uma curiosidade: há um jogador na Inter de Milão chamado Pelé, que nunca fez um gol, unzinho, em jogos profissionais do clube – mas recebe uma grana. Contra o Milan, hoje, domingo, tentou dar um certeiro chute de cobertura. E a bola ultrapassou os alpes e caiu sobre uma vendedora de repolho em Leixões, Portugal. A anciã encontra-se em estado de coma numa CTI.


PRESENTE DE NATAL:

Segue, de quebra, o texto que mais gostei em 2007. divirtam-se. Não sou desses que passam a mão na cabeça e dizem: “tadinho, ele já sofreu muito”.

E naquele lar de Brasília...

- Bom , Renan, agora que estamos só nós dois, vamos conversar a sério sobre seu affair com a gestante. Posso compreender e até perdoar, mas exijo toda a verdade.

- Psiiii, as paredes têm ouvidos...

- Ouvidos, não, Renan. Verdadeiros alto-falantes. O Brasil inteiro já está farto de saber e morrendo de rir. Seja homem! Diga a verdade!

- Querida, foi um casinho à-toa, um deslize, o único em minha vida. Pra ser sincero, o único em minha vida. A gestante não era boa de cama. Nós só fizemos, além, é claro, de centenas do monótono papai-e-mamãe, algumas variantes de posições simples e um ou outro esquete, brincadeirinhas tediosas. Por exemplo, Carro Alegórico, Cachorrinho na porta da Igreja, Babuíno com Urticária, Chuveirinho Dourado, Dalai Lama com dança de São Guido no Mosteiro, Chafariz no Ponto G, O Rabino e as Gravatas, Odalisca Ninfomaníaca no Silvio Santos, Padre Marcelamê Roça X A Diaba de Botas, Suricutico na Maritaca, o Incêndio de Sodoma, A bateria da Beija-Flor homenageia o Marquês de Sade, O Sanguessuga e a Navalhada, Negão de Borracha (com duas pilhas grandes) invadindo os fundos do Senado, A Gata Borralheira cavalgando o Bucéfalo do Agreste, Mariposa no Bigode de Sarney (usei um postiço), A volta de Esther Williams no Piscinão de Ramos, O Homem Aranha 4 contra Messalina, Xeque-Mate de Sibá para Barranquilha nas Bochechas do Agripino, cenas escolhidas de A Dama do Lotação, Pombinha fazendo caca em Estátua Eqüestre, Engavetamento no Papamóvel, A Contorcionista e o Bagre Babão, O Auparishtaka ou congresso oral do Kama Sutra, com destaque para a fase “O Chupar da Manga”. Pra você não pensar que sou mentiroso, o item está na página 92 da prestigiosa edição da Zahar – além de cafungar na Vashakari. Para contrastar com a influência estrangeira, também fizemos, patrioticamente, o Tamanduá Doidão tosquiando a Ovelha Punk, o Fauno e a Maga na embolada de Manezinho Araújo; Von Rommel e a Rata do Deserto, Tuma-lá-da-Cá, Afrodite e o Javalinha do Nova Capela, Talibimba no Afegalisteu, Leda e o Pato Donald. Que eu me lembre foi só isso. Quero ressaltar que mentem aqueles que me acusam de ter praticado ménage a trois. Quando o garçom entrou com os drinques e eu propus organizar Sangalo no Trio Elétrico, ele teve um ataque epilético. Também não deu pra levar o anão contratado porque o pobrezinho pegou dengue. Foi isso, um fardo, um verdadeiro calvário!

Só ao abrir os braços, em gesto de crucificado, Renan reparou que, além do vômito no carpete, estava sozinho no quarto. Vestiu-se (era quarta-feira) para seu dia de labuta naquela casa de tolerância que integra os Três Phoderes. Quando abriu a porta para sair de fininho, ouviu o chamado:

- Rê!

- Sim, querida?

- Vê se não esquece a camisinha, babaca!



DUAS NATALINAS

Com musiquinha:

Natal, Natal dos velhinhos,

Natal das noites de luz.

Natal da Estrela Guia!

Natal: chuveirinho nos cus.

1- Quanto mais virgem o azeite, melhor o pau rompe o cabaço;

2- A coisa mais triste da terceira idade é que toda vez que você, após abundante ceia de natal, peida, mesmo que seja um punzim, é preciso sair correndo pra limpar a bunda.



EXXX-PORTIVAS II

O troféu cocô mole da semana se mistura às madeixas do presidente vascaíno Jeurico, o Piranda. Perder o Conca para uma volta ao futebol argentino ou clubes europeus é uma coisa. Vê-lo passar a bola para Dodõ e Washington no Fluminense... bom, aí o buraco é mais embaixo. Mas essa é a essência da administração de Jeurico, o Piranda, da sede hipoteca à briga com o ídolo dos jovens, Leandro Amaral. Vai pastar a grama de Januário, Jeurico! Eu falei grama, porque a grana, essa já está em paraísos fiscais, como ficou claro na venda do jogador Paulo Miranda.


EXX-PORTIVAS III

Lendo sobre ciências descubro novas partículas (parecia ser trote de um matemático italiano) os trôuchons. Bate a sensação de já conhecê-los. Claro! São os torcedores brasileiros, enganados pelos cartolas que enchem os bolsos, embolados em aparentes brigas de cachorros grandes (eles se entendem) e depois aparecem em solenidades e guincham:

– Nosso maior patrimônio é a torcida!

A torcida, ou seja, os trôuchons.


ESCÂNDALO

Manhã de sábado, 22 de dezembro. 12 (doze) dos canais da Net transmitiam sem trégua, os polishops da vida, com suas churrasqueiras, máquinas de suco, etc. eu gostaria de grelhar o gerente empresarial da Net na primeira e depois espremê-lo longamente na outra.

Nos tempos que correm, todos nós já nos interrogamos se seríamos capazes de ser homem ou mulher-bomba. Eu acho que não. Mas se os canais por assinatura passarem de novo “Legalmente Loira” I e II, sou capaz de um atentado.


4 comentários:

gilberto vieira disse...

é Aldir, bastou baixar na enfermaria e acabar de ver a merda que é a NET/VIRTUA/SKAVRUSKA.Eu me pergunto como é que a gente se livra disto? não tem opção!
ainda bem que posso ler o teu blog, deixando a NET desligada, mas ainda tendo de aguentar o cai-cai da Virtua.
um grande abraço de um seu leitor
Gilberto Vieira

felipe disse...

Aldir, há poucos dias soube do seu blog. Dei um pulo e agradeci a pessoa que me fez a gentileza de me avisar. Dia a dia entro pra ver se tem algo, se não tem, releio - pra aprender...

Não sei muito o que dizer, sou um grande fã seu. Mesmo.

"Leda e o Pato Donald", muito bom!

grande abraço
Felipe Neiva

Anônimo disse...

Meu caro Aldir:
Impossibilitados de ler seus textos no JB (lia pela internet), essa iniciativa de criar seu próprio blog foi ótima: estávamos desamparados, pois rareiam como água no deserto algo feito com bom senso, ética e uma pitada de humor. Nossa imprensa anda uma bosta e os poucos que permanecem por lá, vivem pisando em ovos (vide o Fausto Wolff). Sou teu fã de carteirinha desde os velhos tempos do Pasca, depois te acompanhei por tudo quanto é lugar. Tenho também um pá de discos seus e agora vou te ler aqui. Como devemos proceder para te trazer para um show aqui no interior paulista? Certa feita, na saída daquele show dos seus 50 anos lá no Canecão te fiz essa pergunta e a resposta foi essa: "Não gosto de viajar sózinho. Posso levar quantos junto?" Um grande abracito bauruense do
HENRIQUE PERAZZI DE AQUINO
(www.mafuadohpa.blogspot.com)

Renato disse...

Aldir, tu és um bêbado responsa!